Ciência comprova alta eficácia da Hipnose Clínica

Qual a eficácia da Hipnose Clínica como modelo para terapia? Quanto tempo de tratamento é necessário?

Essas e muitas outras perguntas são respondidas pelo Dr. Alfred Barrios, PhD em Psicologia Clínica pela Universidade da California, em seu artigo científico “Hipnoterapia: uma reavaliação”, de 1970.

Quem é o Dr. Alfred Barrios

Dr Alfred Barrios - PhD em Psicologia Clínica
Dr Alfred Barrios – PhD em Psicologia Clínica

Dr. Alfred A. Barrios é Graduado em Psicologia pelo Instituto de Tecnologia da California, e PhD em Psicologia Clínica pela Universidade da California.

  • B.S. – Clinical Psychology
    California Institute of Technology (1959)
  • PhD – Clinical Psychology
    University of California, Los Angeles (1969)

Considerado um dos pioneiros na área da medicina corpo-mente.

Sua tese sobre Hipnose foi nomeada para a National Creative Talent Award.

Obras literárias publicadas

Dr. Alfred A. Barrios é autor de quatro obras publicadas:

Livros do Dr. Alfred Barrios
Livros publicados pelo Dr. Alfred Barrios – PhD em Psicologia Clínica
  • Towards Greater Freedom and Happiness (1978), ISBN 0-9601926-1-1
  • The Stress Test (1983) – atingiu 2o lugar no LA Times Best Seller List
  • The Habit Buster (1987), ISBN 0-9601926-4-6
  • Understanding Hypnosis: Theory, Scope and Potential (2009), ISBN 978-1-60692-709-0

Escreveu seu primeiro artigo científico “Hipnose como uma possível cura para o câncer” em 1960, premiado pelo Cancer Federation Award apenas 36 anos depois, em 1996.

Seu artigo científico “Hipnoterapia: uma reavaliação” de 1970, do qual trata esta matéria, foi publicado na American Health Magazine, periódico que:

  • Recebeu General Excellence Award da American Society of Magazine Editors em 1985.
  • Ganhou duas vezes o American Psychological Association National Media Awards.
  • Premiado com o prêmio Sidney Hillman Foundation.

Resultados obtidos pela metodologia científica

Sua pesquisa científica, realizada com uma população de 1.832 pacientes, concluiu que os resultados da Hipnose Clínica são de longe muito mais eficazes, quando comparados com a Psicanálise e Terapia cognitivo-comportamental, abordagem da Psicologia moderna.

Descobrimos que para a Psicanálise podemos esperar uma taxa de recuperação de 38% após aproximadamente 600 sessões. Para Terapia Comportamental, podemos esperar recuperação de 72% após média de 22 sessões. Para a Hipnose Clínica, podemos esperar uma taxa de recuperação de 93% após uma média de 6 sessões.

Hipnose Clínica possui alta eficácia
Porcentagem de pacientes recuperados nas diferentes modalidades de terapia.

Esta diferença exorbitante na taxa de sucesso fez com que concluísse em seu artigo:

Observe a correlação negativa entre número de sessões e porcentagem de recuperação. Inicialmente parece paradoxal, porém para a terapia ser realmente efetiva, deve não apenas aumentar a taxa de recuperação, como diminuir o número necessário de sessões.

Erros de Freud e da psicoterapia moderna

Dr. Alfred Barrios cita ainda, em seu artigo, que Freud abandonou a Hipnose Clínica devido ao “pequeno número de pessoas que podiam ser colocadas em estado profundo de hipnose”. Este é um dos muitos conceitos de Sigmund Freud que possuem mais de um século de atraso, mas que continua sendo propagado entre os amantes de Freud e de sua Teoria Psicanalítica. O ponto é que atualmente possuímos induções rápidas e instantâneas, capazes de colocar qualquer paciente em boa profundidade de transe, e muito rapidamente.

Outro conceito, ultrapassado há mais de um século e citado por Freud em suas obras, era de que a Hipnose não tratava a causa dos problemas. De fato, há mais de 100 anos, ela era utilizada para tratar sintomas. Atualmente porém fazemos regressão à causa, para localizar e eliminar a causa dos problemas, diferente de vários outros métodos que apenas tratam sintomas, tais como os medicamentos para controle de hipertensão, ansiedade, etc.

Conceitos e visões ultrapassadas foram o motivo que fizeram que Dr. Alfred Barrios finalizasse seu artigo citando que:

Psicoterapeutas continuam a hesitar em utilizar a Hipnose, ainda considerada desconhecida pela maioria.

Conclusão: a Hipnose Clínica possui altíssima eficácia

A Psiquiatria e a Psicologia moderna não separam mais o corpo da mente. De fato, 75% das doenças atualmente mapeadas possuem origem emocional. Assim, para curar o corpo, é necessário curar a mente.

Não basta ter a melhor ferramenta, é necessário que ela seja operada por profissional competente e ético. Portanto, a correta escolha do profissional é indispensável para o sucesso do tratamento.

Conforme tabela acima, resultado da pesquisa científica do Dr. Alfred Barrios, a Hipnose Clínica possui eficácia muito superior a de outros modelos de terapia.

Você pode acessar o artigo completo (em inglês) em: http://www.stresscards.com/hypnotherapy_reappraisal.php

Veja também

Celebridades que se trataram com Hipnoterapia